Páginas

Das gentes no ônibus

No ônibus
dezenas de pessoas
em poucos metros quadrados

Não se conhecem
não se olham
não se veem

Algumas, às vezes, são parentes
distantes, mas parentes
e não têm nada em comum
senão a fome, o desespero
a insensibilidade humana
misturados num poço de vaidade

O mais cruel
é quando moram no mesmo endereço
e dentro do ônibus
não se olham
não se veem
não se conhecem...




><//> Do livro Sonho de Menino é Piraputanga no Anzol



Nenhum comentário: